O comércio de pimenta se iguala ao tráfico de heroína hoje.

Calma, voce não será preso por temperar sua carne, é um estudo sobre a idade média.

narcos

No mundo antigo, sal, pimenta e outros temperos eram difíceis de encontrar, e impérios inteiros foram construídos para controlar seu “contrabando”. Especiarias também eram frequentemente utilizadas como moeda.
Você pode ter aprendido na escola que eles usavam esses produtos para conservar carne, mas essa não é a história toda. O comércio de especiarias era basicamente como o tráfico de heroína hoje.
10 chocantes práticas do passado
As pessoas começaram a acreditar que as especiarias podiam curar ou prevenir todos os tipos de doenças aleatórias, e as usavam em rituais religiosos. Logo, toda a posição social foi baseada em grande parte no tipo e quantidade de tempero que as pessoas eram capazes de exibir na hora das refeições.
A Idade Média chegou a níveis malucos nesse aspecto. O casamento de um duque em 1476 ostentou 175 kg de pimenta, 93 kg de açafrão, 92 kg de canela, 129 kg de gengibre, 47 kg de cravo e 37 kg de noz-moscada. Esse monte de especiarias foi usado puramente para mostrar o quão rico os noivos eram.
Nesses tempos, os europeus costumavam vasculhar o mundo para seu abastecimento. Os nativos do arquipélago das Ilhas Banda foram impiedosamente abatidos quando os britânicos e os holandeses lutaram pelo controle sobre as especiarias do local. Lá era o único lugar onde se encontrava noz-moscada, e na época pensava-se que ela podia curar a praga. Ao todo, mais de 6.000 pessoas foram mortas na busca por algo que polvilhamos na nossa gemada hoje.
Na verdade, estamos sendo bonzinhos ao comparar esse comércio com o de drogas pesadas – na Roma do século 3, 450 gramas de gengibre valiam cerca de 18,5 anos de salário de um artesão. Hoje, o cidadão só tem que economizar seis meses para conseguir um quilo de cocaína. Essa valorização durou bastante tempo. Quando os visigodos saquearam Roma no século 5, eles exigiram um resgate de 1.360 quilos de pimenta para liberar a cidade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s